Pós parto e os primeiros sentimentos da maternidade.

Eu fiquei cinto horas na sala de recuperação após a cesariana, tinha lido que os primeiros momentos depois da cirurgia são os mais importantes para se ter uma boa recuperação. Quando me levaram para essa sala de recuperação eu comecei a sentir muita dor no corte da cesárea e logo chamei a enfermeira, ela chamou o anestesista e ele perguntou o quanto estava minha dor e eu disse que estava muito forte, ele então pediu para me darem um remédio acho que foi o TRAMAL, logo em seguida uma enfermeira veio com um lençol e colocou entre minhas pernas disse que eu começaria a sangrar bastante mas que era normal, e preciso relatar que ela tinha razão era sangue que não acabava mais rs. A maioria das mamães sentem muito frio após a cesariana, eu por outro lado senti muito calor, suava muito parecia que estava debaixo do sol quente. O remédio então foi fazendo efeito e eu comecei a dar vários cochilos, até que avistei um relógio na sala e vi que já eram 19:20h da noite, o tempo passou que eu nem vi, ai então eu comecei a ficar ansiosa para subir para o quarto, chamei a enfermeira e disse que ja estava melhor, ela então disse que chamaria o anestesista para ver se poderia me dar alta, o anestesista veio e pediu para que eu levantasse as pernas uma de cada vez, para ver se tinha voltado da anestesia, com tudo ok eu recebi alta e fui levada até o quarto, lá estavam somente minha família, o bebê ficou no berçário que ficava em frente ao meu quarto ele só poderia ir para o quarto quando eu estivesse lá, eu estava me sentindo ótima, estava rindo, feliz e sem dor alguma, quando o bebê chegou eu o peguei e abracei, beijei e logo perguntei, quem queria segurar. Naquela noite recebi algumas visitas de pessoas muito especiais para mim, eu não restringi nenhuma visita, na verdade preferi que fossem na maternidade, como eu fiquei muito tempo na sala de recuperação estava me sentindo muito bem, e se puder dar um conselho as gestantes que farão cesárea, descanse após o parto fique o tempo necessário, até se sentir bem de verdade para subir pro quarto.


Logo estávamos só nós três, eu, meu marido e o nosso pequeno bebezinho, eu estava louca pra tomar um banho, mas o primeiro banho teria que ser acompanhado pelas enfermeiras, então chamei ela e perguntei se poderia me levantar sozinha, já quase levantando os pés da maca ela veio correndo e disse que eu não conseguiria ficar em pé sozinha que precisava esperar por ela, eu pensei que já estava ótima para me levantar e tomar um banho normalmente, mas engano meu pois quando fui me levantando com a ajuda dela, me faltou ar e a vista escureceu na mesma hora, ela disse para eu olhar para frente sem abaixar a cabeça e disse para respirar fundo, eu havia me esquecido que estava com uma barriga enorme e que de uma hora para outra todo aquele peso tinha saído dali, até perdi o equilíbrio, mas com muita calma e seguindo todas as orientações eu consegui tomar banho, depois quando voltei para maca senti um vazio estranho e então caiu a ficha de que agora eu andaria sozinha, meu bebê estaria sempre nos meus braços mas não mais dentro de mim, ali já começou a me bater uma tristeza e uma angustia, uma vontade de chorar, então me lembrei de uma conversa que tive com uma amiga psicóloga e terapeuta de quando ela me aconselhava sobre o puerpério, lembrei que ela disse que quando o bebê nasce temos uma queda de hormônio muito grande e com isso vem uma tristeza que em alguns casos a mãe pode ate ter depressão pós parto, lembrando disso eu procurei conter as emoções, e já desde aquele momento eu passei a procurar um equilíbrio sobre os meus sentimentos que estavam muito confusos.



48 visualizações
  • Instagram
  • Instagram
  • Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon
  • Black Pinterest Icon
  • Black Twitter Icon

© 2023 by Bump & Beyond. Proudly created with Wix.com

  • Preto Ícone Twitter
  • Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon
  • Black Pinterest Icon